O BOM SOLDADO - II Timóteo 2: 3 - 5

 

O BOM SOLDADO

II Timóteo 2: 3 - 5

INTRODUÇÃO

O objetivo deste estudo é fazer uma analogia, uma comparação, do soldado que presta o serviço militar e o Senhor.

Tanto no V.T. como no N.T. , a força da época que era empregado no combate, nas guerras que ocorriam, era a força do exército. Hoje nós conhecemos exército, marinha e aeronáutica.

Como é que um soldado vai prestar o serviço militar ?

No nosso país há uma lei que diz que o serviço militar é obrigatório. O jovem ao completar 18 anos de idade, vai a junta militar da sua região, e alista-se. No dia marcado ele se apresenta na unidade militar designada, e, então dá-se início ao processo seletivo: o jovem vai ser submetido a vários exames, vários testes, como o de saúde (físico e mental), que vai escolher, vai definir os aprovados. O contingente inscrito é muito grande, mas através deste processo seletivo serão escolhidos os que vão incorporar para prestar o serviço militar.

Uma vez ingressado no serviço militar, o soldado será preparado para a guerra, pois esse é o objetivo das forças armadas, elas existem para garantir a guarda e defesa da pátria, em toda a sua extensão territorial. O soldado também receberá armas e treinamento, e assim durante o período de 1 ano ele vai aprendendo, obtendo experiências individuais e junto a corporação, tornando-se apto, quer dizer, em condições de combater e defender, contra qualquer que seja.

Com o servo de Deus, não é diferente, o servo é um soldado, que pertence a um exército, cujo comandante é o Senhor Jesus, e que tem por objetivo a salvação, ou seja preservar sua vida para à eternidade. E, portanto, para que obtenhamos esta salvação, temos que ser um bom soldado.

Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das almas “ (I Pe 1: 9-10).

1 - CONHECER O SEU CHAMADO E A SUA ESCOLHA

Como começa a convocação de um bom soldado na Obra do Espírito Santo ?

Quando cada um de nós fomos chamados para sermos um bom soldado desta Obra do Espírito Santo. E de muitas maneiras viemos parar nos braços do Senhor.

A Palavra de Deus nos ensina que o Senhor é quem nos chamou e nos escolheu para servirmos a Sua Obra.

 

Gal. 1:15 - “ Mas quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou, e

                   me chamou para a sua graça ...”

 

Jo. 15:16 - “Não me escolheste vós a mim mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que  

                   vades e deis frutos e o vosso fruto permaneça ...”

 

Uma vez chamados pelo Senhor, fomos convocados por ELE, e, a partir desse momento, começamos a preparação ou seja a participar efetivamente do seu exército. Quanto mais participamos, mais aprendemos do Senhor. A cada dia o Senhor nos ensina, nos fortalece, nos preparando para enfrentar o combate. Através dessa preparação o Senhor vai selecionando.

Da mesma forma como o numero de alistados para o serviço militar são muitos, e após o processo seletivo sobra apenas um número reduzido, o Senhor tem chamado a muitos, porém poucos tem sido os aprovados para militarem com ELE nessa grande causa que é a salvação. (Rom 9:27)

Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos “ (Mt. 22:14).

Muitos de nós somos testemunhas que algumas vidas chegaram para a Obra e hoje já não estão mais no nosso meio, porque de alguma forma negligenciaram o seu chamado.

2 - CONHECER O SEU COMANDANTE

     Vê-lo com os olhos da fé

     Do Senhor vem a revelação  

O servo de Deus é um soldado e pertence a um exército, cujo comandante é o Senhor Jesus.

A Bíblia apresenta várias passagens em que se refere ao nosso Deus como o Senhor desse exército:   “Quem é este Rei da Glória ? O Senhor dos Exércitos; Ele é o Rei da Glória “

e outros textos: (Sl 46: 7 e 11, Rom 9: 29, Tg 5: 4, Jr 6: 9, Jr 25:8)

referências também ao soldado: (II Tim 2:3, Sl 68:11, Sl 103:21).

O soldado conhece o seu comandante pelas experiência vividas junto a ele e sua corporação. O servo do Senhor conhece o seu Deus pelas experiências vividas junto a Ele e no corpo da igreja.

3 - TREINAMENTO

3.1 - Roupagem (farda) e sapato especial - O soldado para viver dentro do quartel recebe a farda e

sapato especial, da mesma forma o servo recebe do Senhor, veste nova, para apresentar-se a Deus em

santidade e sapato novo para caminhar segundo à Palavra.

 

3.2 - Armas - O soldado recebe armas que vão ficar sob sua responsabilidade, elas estarão presentes

       sempre no treinamento, portanto deverão estar limpas e preparadas para o uso. O servo recebe do     Senhor os meios de graça e os dons, que vão ser usados e aperfeiçoados no exercício diário de suas

       vidas na igreja (Ef. 6: 13-18, I Cor. 12: 1-11, I Tes. 5:17-18, Sl.109:4, Sl.55:16-17, Sl.34:1, Sl.12: 6).

 

4 - CARACTERÍSTICAS DO BOM SOLDADO

     4.1 - OBEDIÊNCIA - Não se admite um soldado que não obedece as ordens de seu comandante. O  

               bom soldado obedece ao seu comandante.

               exemplos: Davi obedeceu, teve confiança em Deus (Sl. 27: 3)

                               Saul não obedeceu (I Sam. 15: 23)

    

     4.2 - DISCIPLINA - Observância de conceitos e normas (Hb. 12: 4-13).

Um soldado é disciplinado quando ele respeita, quando ele cumpre em sua preparação, as normas ali previstas: hora do café , hora do almoço, troca da guarda, chegar cedo as atividades , mas se ele reage em cumprir todas as essas normas estabelecidas, então ele é um soldado disciplinado, e é punido por isso. Se essas punições vão sendo sucessivas, o soldado acaba sendo expulso do exército. Este tipo de soldado não tem vitória na hora da luta, do combate, pois não sabe usar as   armas que Deus tem colocado nas suas mãos, porque é indisciplinado, não participou, não aprendeu, não usou, não praticou, então será derrotado.

               Vemos que na Obra do Senhor não é diferente, temos disciplina a cumprir, temos mandamentos, orientações e revelações, que são toda a vontade do nosso comandante (JESUS), para que a nossa caminhada seja bem sucedida. Servo disciplinado é aquele que participa cumprindo toda a vontade do Senhor.

Na Obra não tem lugar para servo indisciplinado (Sl. 101:7)

 

   4. 3 - HIERARQUIA – É uma ordenação de autoridade, limite de poder na obra do Senhor, Deus tem levantado servos e concedendo a eles autoridade do Espírito. Todos nós somos iguais diante do Senhor, mas existe uma hierarquia. É o caso dos obreiros: grupos de limpeza do Maanaim, existe um responsável, diácono, ungido, ministério da Palavra.

 

     4. 4 - COMPORTAMENTO - Testemunho

               Se o soldado passou toda a sua carreira sendo disciplinado, o seu comandante se agrada dele. O soldado que tem bom comportamento no quartel, com 10 anos de carreira recebe uma medalha,

               com 20 anos outra medalha, com 30 anos outra, é um prêmio que é dado pelo bom

               comportamento. O bom soldado de Jesus, receberá galardão (Is. 62:11, Mt. 5:12, I Cor. 3:8, Apoc. 22: 12) e a coroa da vida (IS. 28:5, I Cor. 9:25, II Tim. 4:8, Apoc. 2:10).

 

     4..5 - VIGILÂNCIA - Tomar conta de alguma coisa.

   “ Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor ”.   (Mt.24:42)

               “ Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios dessa vida”   (II Tim. 2:3-5).

              O servo desta Obra deve estar em constante vigilância, deve estar atento às revelações do

               Senhor. Se o servo deixa de vigiar, de participar, de ouvir a voz do Senhor, de não prestigiar a

               Obra, o inimigo vai entrar e o servo perde a benção da salvação que o Senhor lhe deu

                 (Mt. 26:41).

 

         4.6 - PONTUALIDADE - O soldado deve ser pontual na sua chegada ao quartel e nas suas

     atividades. O Servo deve observar os horários revelados pelo Senhor .

             Ex. cultos e reuniões.

 

       4.7 - ASSIDUIDADE - O soldado cumpre sua escala de serviço. O servo deve ser assíduo aos cultos, as reuniões, seminários (Sl. 27:4).

 

       4.8 - REVERÊNCIA - O soldado entra na presença de seu comandante, em reverência, prestando continências. O servo entra na presença do Senhor clamando pelo sangue de Jesus, momento de extrema reverência e solenidade.

 

       4.9 - ZELO - o soldado deve desempenhar com zelo as tarefas para as quais foi designado. O servo

             deve zelar pela Obra de Deus que lhe foi confiada e pela sua salvação.

“ Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé “   (II Tim. 4: 7)